ESTUDAR E TRABALHAR No canadá

TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE TRABALHAR NO CANADÁ

Se você já está pesquisando um pouco sobre as condições para Estudar & Trabalhar no Canadá, já deve saber que desde o ano de 2014 não é mais permitido conciliar estudo do idioma inglês com experiência de trabalho no Canadá, entretanto não precisa desistir do seu sonho pois ainda é possível estudar e ter um visto de trabalho no Canadá, fique por dentro de como tornar o seu sonho possível nesse artigo super detalhado que preparamos para você. Em resumo, os principais requisitos são os seguintes:

O conhecimento em inglês precisa ser de intermediário para avançado (a exigência vai depender do curso escolhido) pois para os cursos de College ou Universidade as matérias serão todas técnicas e ligadas à area de estudos escolhida, ou seja, o estudante precisa estar bem familiarizado com o idioma, do contrário não será aceito na Instituição e se for não conseguirá acompanhar o andamento das aulas.

Para comprovar o conhecimento no idioma existem os testes de proficiência, que são exames oficiais aplicados à pessoas nascidas em países onde o idioma nativo não é o inglês. Esses exames são aplicados por várias instituições e podem ser feitos aqui mesmo no Brasil. Os testes mais aceitos são o IELTS (International English Language Testing System) e o TOEFL (Test of english as a Foreign Language).

Como no Canadá não existe vestibular, as Instituições de Ensino geralmente definem qual a nota mínima que o aluno precisa ter tirado em algum desses testes para aceitá-lo ou não no curso (quanto mais técnico o curso maior será a nota exigida).

Como decidir qual dos testes eu devo fazer?

Em ambas as provas o aluno é testado em todas as habilidades (listenning, reading, writing e speaking), entretanto, a forma de pontuação, o tempo e até mesmo o formato da prova são bem diferentes.

Abaixo uma tabela com as principais diferenças para te ajudar a identificar deles seria melhor para você:
Clique-TOEFL.jpg
Clique-IELTS.jpg

* Valor referência outubro/2019

Mas e se o aluno não tiver tempo hábil ou não quiser se submeter a um desses testes de proficiência, existe alguma outra forma de ser aceito num College ou Universidade sem apresentar um teste de proficiência?
Sim, existem 2 possibilidades:

1) Se submeter a um teste da própria Instituição (sob consulta) e dependendo do curso e da Instituição conseguir a nota exigida pela Escola para ser aceito no curso; ou

2) Ingressar num programa chamado Pathway que algumas escolas de idioma oferecem.

 
Como funciona o Pathway?

O Pathway é um programa oferecido pelas melhores escolas de idiomas do Canadá. Por esse programa as escolas conseguem matricular seus alunos nas melhores Universidades do país (na maioria dos cursos sem a necessidade do aluno ter feito um teste de proficiência) bastando que ele conclua com êxito o programa de Pathway na escola de idiomas.

O Programa Pathway proporciona ao estudante:

1) Aperfeiçoamento do idioma afim de tornar o aluno apto à ingressar num College / Universidade;

2) Preparação do aluno para o ambiente acadêmico num College / Universidade canadense pois o sistema de aulas nessas instituições é bastante diferente do nosso (foco em pesquisas, apresentações, etc…);

3) Auxílio de um mentor na escola de idiomas para orientar o aluno na escolha da melhor opção de curso para ele;

4) Auxílio da escola de idiomas na preparação dos documentos / processo de aplicação no curso de College / Universidade escolhido pelo aluno.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

=> O Pathway não permite aplicar para um visto de trabalho. O visto de trabalho só será possível após o aluno concluir o Pathway e ser aceito num College / Universidade. Nesse caso haverá o custo desse segundo processo de aplicação de visto.

=> Caso o aluno já tenha escolhido um curso dentre aqueles oferecidos pelos Colleges / Universidades conveniados com a escola de idiomas ele pode aplicar para os 2 vistos daqui do Brasil, nesse caso ele receberá 2 Cartas de Aceitação (uma da escola de idiomas e outra do College / Universidade). Essa Carta do College / Universidade será uma Carta de Aceitação Condicional que mencionará que o aluno será aceito após a conclusão do Pathway na escola de idiomas. Apesar do visto já sair por todo o período aqui do Brasil, nesse caso a autorização de trabalho também somente será concedida após a Carta de Aceitação sem restrições do College / Universidade.

=> O aluno precisa ter um nível intermediário para ingressar num Pathway e a duração no programa pode variar de 3 a 6 meses, há como o aluno se submeter a um teste online ainda no Brasil para ter uma noção mais exata do tempo necessário.

Resolvida essa questão sobre a fluência no idioma o próximo passo para você poder estudar e trabalhar no Canadá é você se matricular num College ou Universidade Canadense.

Mas o que é um College?

College é o nome de um tipo de formação que existe no Canadá e que é mais voltado à área de trabalho, a grosso modo, assemelha-se aos cursos de tecnólogos no Brasil. O termo utilizado para esse tipo de formação é undergraduate e esses cursos têm duração de no máximo 3 anos e geralmente abrangem as área de Administração, Negócios, Marketing, T.I., Turismo, etc…

Qual a diferença entre um College e uma Universidade?

Como já mencionado o College oferece uma formação mais prática enquanto a Universidade é voltada à cursos mais acadêmicos como por exemplo: Medicina, Direito, Engenharia, Arquitetura, etc. O nome desse tipo de formação é graduate e a duração desses tipos de cursos são superiores a 3 anos.

O que vale mais a pena: College ou Universidade?

No geral, para aqueles que desejam unir a experiência de estudo + trabalho o curso que mais vale a pena é o College devido principalmente ao menor tempo de estudo que precisa ser cumprido (portanto, menor custo) e também pelo fato da preparação no College ser mais prática o que facilita o ingresso no Mercado de Trabalho.

Em relação às horas permitidas para trabalho com o visto de estudante, tanto College como Universidade permitem que o estudante trabalhe:

TEMPO DO CURSO vs TEMPO PERMANÊNCIA

 
Após o término do curso é possível aplicar para o chamado visto de Post Graduate Work Permit (PGWP) caso o estudante preencha os requisitos necessários, que são basicamente os seguintes:

=> Ter 18 anos ou mais de idade;

=> Concluir com êxito um programa acadêmico de College ou Universidade pelo prazo determinado pela Imigração (cursos de no mínimo 8 meses de duração);

=> Aplicar para a Work Permit no prazo estipulado pela Imigração (90 dias) mediante recebimento de um documento proveniente da Instituição de Ensino que comprove a conclusão do curso informando também qual foi a duração do programa;

=> Ter uma permissão de estudos válida; e

=> Nunca ter recebido uma PGWP antes.

Quanto tempo eu consigo prorrogar minha permanência no país com o PGWP?

* Essas informações estão sujeitas à alterações governamentais (atualizado até outubro/2019), dúvidas acesse diretamente o Site do Governo Canadense.

Quanto eu posso ganhar trabalhando no Canadá?

O valor mínimo da hora trabalhada no Canadá varia de CAD$ 11-14, como o permitido é trabalhar 20 horas por semana, o valor mensal iria variar de aproximadamente CAD$ 880 até CAD$ 1120 durante o período de estudos. No período de estágio ou após concluir o College (restrição de 40 horas semanais), o valor ficaria entre CAD$ 1760-2240. Se convertemos para REAIS (taxa de 3,26) o valor iria variar de R$ 2.868,80 ate R$ 7.302,40 aproximadamente.

Qual a minha previsão de gastos no Canadá para me manter sozinho?

Como o curso já precisa ter sido quitado antes do embarque supondo-se que as despesas envolvam acomodação, alimentação, lavanderia, telefone e transporte, esse valor giraria em torno de CAD$ 1200 por mês, ou seja, R$ 3.912,00 / mês.

Algo bem bacana é que é possível estender o visto para que a família (cônjuge de filhos) possam acompanhar o aluno, inclusive uma notícia importante é que o cônjuge que acompanha o aluno também terá permissão para trabalhar, e melhor, sem a limitação das 20 horas semanais.

Qual seria a relação de despesas e receitas se o meu cônjuge fosse comigo?

Como o cônjuge não estaria limitado às 20 horas de trabalho, supondo-se que o estudante trabalhasse as 20 horas por semana e seu cônjuge 40 horas por semana, a soma dos salários mensais seria de CAD$ 2,640 (R$ 8.606,40 considerando o valor de CAD$ 11/hora e convertendo-se para o real). Os gastos mensais estimados seriam de aproximadamente CAD$ 1,533 (R$ 4.997,58).

*** Importante: todos os gastos são estimados, o valor depende do estilo de vida e consumo de cada um.

Após a aceitação do aluno num curso de College, vem a parte do processo mais delicada e burocrática digamos assim. Para te auxiliar com essa parte do processo o mais indicado é contar com a ajuda de uma profissional experiente na parte de vistos pois um documento não apresentado ou uma informação inconsistente pode por tudo a perder, e claro que você não quer perder todo o esforço feito até então só para economizar nos honorários de uma consultoria.

No geral, a maioria das pessoas que tem o visto reprovado peca em 3 aspectos:

1) Não apresenta o valor necessário para o tempo de permanência que pretende ficar.

Já ouviu aquele ditado: “nunca conte com o ovo antes da galinha botar”?, pois é, esse ditado cabe exatamente aqui: nunca para efeitos de documentação deve-se considerar o valor que você vai receber trabalhando lá. O Oficial que vai analisar o seu pedido precisa ter certeza que você tem como se manter lá fora independente do trabalho que você vai exercer no país. Se for o caso apresente uma Declaração de Suporte Financeiro dos seus pais / cônjuge / irmão(ã) informando que essa pessoa irá te ajudar financeiramente caso você precise.

2) Não apresenta vínculos convincentes com o Brasil.

Aqui entra mais uma vez o auxílio de um consultor especializado, pois cada caso deve ser analisado cuidadosamente para apresentar os vínculos mais consistentes possíveis. Os vínculos mais fortes são: família, emprego ou alguma empresa na qual você tenha participação, faculdade que você tenha “trancado” para continuar depois, etc…Tenha em mente que você precisa demonstrar para o Oficial que você vai voltar para o Brasil quando o seu programa de estudos terminar.

3) Apresenta informações incoerentes ou até falsas.

A pessoa muitas vezes comprova tudo o que é exigido mas coloca informações contraditórias no processo (ex.: dá entrada no processo antes de sair do emprego e apresenta a Carteira de Trabalho para comprovar o registro, entretanto, se matricula para um College com duração de 2 anos e deixa de juntar no processo alguma declaração da empresa informando que o contrato de trabalho ficará suspenso até que o funcionário retorne, pior, tempos depois a pessoa deixa o emprego (como já estava nos planos dela fazer) e começa a receber seguro-desemprego ou algo do gênero (algo que possa ser acessado pelo Consulado).

É importante que o Consulado não tenha dúvidas do seu objetivo no Canadá, se for o caso, vale até mesmo escrever uma cartinha de intenções para contar os seus objetivos.

A dúvida que não quer calar é: quanto eu preciso comprovar de fundos para ter o visto concedido?

Para que você possa ter uma noção de valores preparamos abaixo uma tabela que mostra isso:

Os valores podem ser comprovados mediante: extrato de conta corrente, imposto de renda, comprovantes pró-labore, extratos de aplicação financeira, valores disponíveis em cartão de crédito, etc… Obviamente que quanto maior liquidez tiver a comprovação financeira, maior a chance do seu visto ser aprovado sem qualquer problema.

* importante: na entrada no país o aluno também precisa apresentar a passagem aérea de retorno para o Brasil.

 

FILHOS NO CANADÁ

Uma questão que costuma preocupar bastante os pais que vão no programa Estudo & Trabalho é sobre a escola para os filhos. Para isso é importante você entender como é a divisão de séries no Canadá:

No Canadá é obrigatório que todas as crianças estejam matriculadas na unidade de ensino mais próxima de sua casa e para isso é necessário que o visto da criança seja aplicado junto ao visto dos pais.

Custo da escolas para os filhos:

É importante saber que no Canadá cada província tem autonomia para decidir sobre os seus assuntos educacionais, portanto a gratuidade varia de província para província. O mais correto é se informar diretamente na escola de seu interesse.

Em British Columbia, por exemplo, é necessário que o estudante internacional esteja fazendo curso de no mínimo 2 anos em tempo integral ou o cônjuge tenha work permit válida com contrato de pelo menos 2 anos para trabalhar em tempo integral, para que a escola seja gratuita. Já em Ontário geralmente são gratuitas as escolas públicas e as católicas.

Para a matrícula da criança além da presença obrigatória da criança, são necessários os seguintes documentos:

1) Passaporte dos pais e da criança c/os vistos;

2) Comprovante de residência;

3) Certidão de nascimento + tradução juramentada;

4) Histórico escolar da criança + tradução juramentada;

5) Carteira de vacinação da criança.

Agora que você já sabe todas as vantagens de estudar e trabalhar no Canadá não perca tempo!!!

    © 2020 por Mundafora. Criado orgulhosamente com Wix.com